O Clube da Escrita Para Mulheres nasceu em outubro de 2015, criado pela escritora Jarid Arraes, com a proposta de estimular a produção literária feita por mulherem e discutir as dificuldades por nós enfrentadas na literatura. O Clube foi, desde o início, um projeto que juntou a prática criativa com questionamentos políticos a respeito do mercado editorial.

Em 2017, o Clube da Escrita Para Mulheres passou a ser coordenador por mais integrantes e já teve como coordenadoras as escritoras Ana Clara Squilanti e Dani Costa Russo (2017-2018). Agora tem a proposta de realizar eventos literários, auxiliar mulheres que querem publicar o que escrevem e, claro, dar continuidade aos encontros de escrita periódicos e gratuitos.

Quem coordena:

Anna Clara de Vitto

Autora de “Água indócil“. Desconfia que sempre foi escritora, mas em segredo (até agora). Poeta e colaboradora da revista online Fazia Poesia. Geminiana com ascendente em Capricórnio e Lua em Libra. Feminista. Santista radicada em São Paulo. Bacharel em Direito. Cria de alemão com italiana, caos e cosmos, cerveja e vinho nas veias. Acredita na escrita das mulheres como potência transformadora e desacredita do que se convencionou chamar de “literatura feminina”. (Facebook / Instagram / Medium)

 

Jarid Arraes

Fundadora do Clube, Jarid Arraes é escritora, cordelista, poeta e autora dos livros “Redemoinho em dia quente”, “Um buraco com meu nome“, “As Lendas de Dandara” e “Heroínas Negras Brasileiras em 15 cordéis“. Curadora do selo literário Ferina, atualmente vive em São Paulo (SP) e tem mais de 70 títulos publicados em Literatura de Cordel. (Facebook / Instagram / Twitter / Loja / Site)